Pular para o conteúdo principal

Não diga isto a uma mulher


O sexo fala por si próprio. Se for bom, claro. E quando não é, há que usar as palavras. Mas saiba escolhê-las bem ou pode estragar tudo!


O AMOR PODE SER UMA CONFUSÃO (E NÃO APENAS NA CAMA), mas para facilitar um pouco as coisas, às vezes é necessário ter uma conversa difícil. E não vai acontecer nada de mal se souber como tê-la. Deverá aprender o vocabulário necessário para tratar temas delicados. Além disso, ajudá-lo-á a satisfazer melhor a sua parceira. De facto, num estudo recentemente publicado no Journal of Couple &
Relationship Therapy, observou-se que a comunicação é o fator mais crucial para o êxito de um casal: é ainda mais importante do que o sexo. Por isso, deveria fazer uma pausa antes de abrir a boca e dizer algo de que se possa arrepender. Falámos com especialistas para apurar como pode tirar proveito de uma conversa que se calhar preferia não ter, seguida de uma boa sessão de sexo.


Esse orgasmo soou mais falso do que um playback” Não a acuse. Trate deste assunto longe do quarto e da forma mais natural possível. Experimente dizer-lhe: “Comigo não tens de fingir o orgasmo. Quero que a nossa relação seja 100% honesta”. Irá potenciar o respeito mútuo, dentro e fora da cama.

Agora não obrigado, prefiro ler” Também tem direito a estar cansado, obviamente, mas experimente antes assim: “Não posso acreditar que estou a dizer isto, mas estou mesmo muito cansado”. Tente recompensá-la logo na manhã seguinte e diga que nesse momento dará tudo o que tem. É muito importante tranquilizá-la e mostrar que não perdeu o interesse.

A minha ex adorava que fizesse isto” Todas as mulheres são diferentes, tal como as experiências sexuais, portanto não se acomode ao que fazia bem no passado e muito menos pense em falar disso abertamente com a sua parceira atual. Pode dar a impressão de que
ainda pensa nela. Além disso, quem garante que a anterior parceira fosse honesta?

É suposto isso dar-me prazer? Pelo menos eu não estou a gostar” Dito assim ela vai entrar em modo casulo. Em vez disso, demonstre-lhe que você também quer melhorar. Diga: “O que é que gostavas que eu fizesse mais, ou menos, na cama?”. Quando for a sua vez de contar o que gosta, ela será toda ouvidos. Um truque: solte a queixa entre dois elogios e soará ainda melhor.

Por Ana Dória - Men's Health

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu quero café e a volta do humor politicamente incorreto!

Resolvi voltar a escrever e quero voltar com um apelo: Eu quero café e a volta do humor politicamente incorreto!
Tenho visto muita frescura ultimamente nas Redes Sociais e até concordo que a galerinha jovem de hoje ache tudo chato e errado e que qualquer tipo de zoeira seja politicamente incorreta (eles não tiveram a TV Globinho, Chaves e as séries que passavam depois do Bom dia e Cia no SBT para educá-los), o que eu não concordo é o fato de pessoas com mais de 28 anos de idade entrarem nessa ondinha de que tudo é preconceito, ou machismo, ou bullying, ou sei lá mais o que…
Recentemente passei por isso no Facebook, onde fiz uma postagem (totalmente inocente) e fui chamado de machista… Eis os comentários: “Quer dizer que você é machista” “Não esperava isso de você” “Só o preconceito que não muda”… Além dos emoticons zangados. Eu machista? Cara, eu lavo louça em casa e cozinho.
O que é que tá acontecendo com você? Você fez tudo isso nos tempos de escola e sofreu tudo isso também e sobrevive…

Do seu ou do meu jeito? / Homem X Mulher

Ele - Eu prefiro fazer assim! Ela - Mas assim é errado... Porque você não faz desse jeito? Ele - Porque demora... Ela - Mas é o jeito certo de fazer. Ele - Você quer que eu faça? Ela - Quero!!! Ele - Então me deixa fazer do meu jeito... Além de fazer quer exigir... Ela - É... Eu sei, mas se é pra fazer errado é melhor nem fazer... Ele - Então você quer eu pare de fazer? Ela - Não, eu quero que você faça, mas que faça certo! Ele - Vou fazer do meu jeito primeiro, se não der certo eu faço do seu. Pode ser? Ela - Hum... Sei não viu... Acho que fazendo do seu jeito, que é o jeito errado, não vamos poder corrigir, já que eu tenho certeza que vai dar errado. Ele - Como você é insuportável!!! Acredite no meu jeito de fazer as coisas, por favor... Ela - Já fiz isso antes – não se lembra? – deu errado! Ele - Se ao invés de discutir, tivéssemos fazendo do meu jeito, com certeza já estaria pronto. Ela -Vai lá então. Faça do seu jeito... Ela - Até que enfim... Olha só... E... ... ... Tá certo. Vamos fazer do seu…

36 perguntas para duas pessoas estranhas se apaixonarem

Para além da química e do destino, há pesquisadores que acreditam na possibilidade de dissecarmos os sentimentos de intimidade e atração
Suponha que duas pessoas não se conheçam e elas, por algum motivo, desejem se aproximar romanticamente. 
Alguns vão dizer que a tentativa depende das estrelas, outros vão defender feromônios e há aqueles que talvez acreditem na mais pura sorte.
Em 1995, o psicólogo e pesquisadorArthur Aronconduziu um experimento para testar um método prático que induzisse duas pessoas a se sentirem íntimas. O processo foi realizado com estudantes de psicologia que, sentados em uma sala confortável, receberam três pacotes com uma série de perguntas e a instrução de que o experimento seria uma espécie de jogo agradável, cuja intenção era apenas fazer com que se aproximassem.
O Dr. Aron nos diz em seu estudo que "um padrão chave no desenvolvimento de um relacionamento de proximidade entre duas pessoas é a contínua, crescente, recíproca e íntima abertura.".
Para est…